BOAS VENDAS DA FEIRA COUROMODA INDICAM QUE SETOR DE CALÇADOS RETOMA CRESCIMENTO EM 2007

 

Evento recebeu 70 mil visitas e gerou negócios de R$ 5,2 bilhões



A Couromoda, maior feira de calçados da América Latina e quarta mais importante do mundo, encerra hoje (18), em São Paulo, com resultados positivos para o setor de calçados.

A feira, que reuniu 1.200 empresas expositoras, recebeu em quatro dias cerca de 70 mil visitas de lojistas, distribuidores, importadores e industriais de calçados e acessórios de couro, representando 34.000 razões sociais. Estes números foram 9% superiores à edição de 2006.

Os compradores vieram de todo o Brasil e do exterior, com destaque para países da América do Sul e Estados Unidos. A presença internacional no evento também cresceu nesta edição: o número de países representados saltou de 60 em 2006 para 68 países em 2007.

Após conhecerem os lançamentos de moda da indústria brasileira para a temporada outono/inverno 2007, lojistas e importadores deixaram com os expositores pedidos estimados em R$ 5,2 bilhões (vendas imediatas e contratos que deverão ser fechados nos próximos 60 dias), com crescimento de 4% sobre a feira anterior.

Francisco Santos, presidente da Couromoda, destacou que o clima da feira foi muito positivo; "Diferentemente dos últimos três anos, período em que o setor calçadista sofreu fortemente o impacto da questão cambial e da agressiva presença da China no mercado mundial de calçados, nesta edição percebemos uma nova postura otimista. Os industriais mostraram que estão encarando de frente as mudanças de mercado e buscando suas próprias soluções. As indústrias expositoras da Couromoda representam 90% da produção brasileira de calçados e o que se viu nesta feira foram altos investimentos em design, serviço ao comprador, marketing e estratégias para ampliar a competitividade de cada marca, seja no mercado brasileiro, seja na exportação".

Cerca de 25% do total de vendas anuais da indústria brasileira de calçados costumam ser fechadas ou encaminhadas na Couromoda, a única feira comercial do primeiro semestre. "Esta edição foi altamente vendedora, completou Santos, e acredito que 2007 será o ano da retomada para a nossa indústria".

Preocupação ambiental motiva expositores
Uma novidade da Couromoda 2007 foi a implantação da gestão sustentável da feira, com programa para destinação de todos os resíduos gerados pelo evento de forma ambientalmente correta e socialmente justa. Somente na fase de montagem da feira foram encaminhados para reciclagem cerca de 50 toneladas de resíduos. A estimativa da ONG Pueras e da empresa Ambiente Gobal, parceiras da Couromoda nesta ação, é que a fase de desmontagem gere o triplo deste volume.

Além disso, todo o carbono emitido durante os dias de feira será neutralizado através do plantio de árvores, numa ação conjunta com a Fundação SOS Mata Atlântica. Este programa, divulgado entre expositores e visitantes, teve eco até mesmo nas coleções de moda. A empresa 1001 Retalhos, por exemplo, trouxe para a feira bolsas artesanais produzidas com lona de caminhão reclicada e tecidos tingidos de forma vegetal, sem química. A empresa recebeu mais de 500 lojistas brasileiros em seu estande e 15 importadores da Holanda, EUA, Chile, Venezuela e Itália, todos atraídos pelo apelo natural da coleção.



Escrito por Diego Maia às 17h26
[] [envie esta mensagem]



Adobe Nomeia Regional Sales Manager  para o Brasil

 

A promoção do executivo Fábio Sambugaro contribuirá para

a ampliação da estrutura da empresa no país

 

A Adobe Systems Incorporated nomeia Fábio Sambugaro para ocupar o cargo de Regional Sales Manager no Brasil, como parte de sua estratégia de crescimento da companhia no mercado.

 

Fábio Sambugaro, que possui uma longa e bem sucedida trajetória de vendas na Adobe, será responsável pelo planejamento e controle das estratégias e operações de negócios no Brasil.

 

“O conhecimento de mercado que Sambugaro possui, somado a sua experiência na relação com os clientes, contribuiu para que aceitasse o desafio de liderar o mercado brasileiro. Além da sua experiência prévia como gerente corporativo da Adobe no Brasil, sendo responsável pela área comercial da empresa no país, Fábio tem 18 anos de experiência em tecnologia, com atuação anterior em importantes empresas do setor”, afirma Marta Clark, Diretora de Vendas Adobe Systems para América Latina e Caribe.

 

Dentro da Adobe, onde já está há nove anos, o executivo já atuou em diversos cargos, todos relacionados diretamente à área comercial. Entre outros, Sambugaro já exerceu o cargo de gerente de canais para o Brasil e para América Latina, além de gerente de vendas corporativas.



Escrito por Diego Maia às 10h33
[] [envie esta mensagem]



LEXMARK NOMEIA MARIO PEDREROS COMO NOVO DIRETOR DA DIVISÃO DE CONSUMO E CANAIS PARA A AMÉRICA LATINA

 

A Lexmark International, Inc. fabricante mundial de soluções integrais de impressão, anunciou ontem, 19/01, a nomeação de Mario Pedreros Valderrama como novo Diretor da Divisão de Consumo e Canais para a América Latina, que foi efetivado em 1º de janeiro de 2007 e ficará baseado na cidade de Miami, EUA. Pedreros ocupa o cargo de Ricardo Duque, o qual irá assumir uma posição gerencial na matriz da empresa em Lexington, Kentucky.

 

Pedreros vem exercendo um trabalho de destaque na empresa desde 2003, inicialmente como Gerente da Colômbia e, posteriormente, como Gerente do Grupo de Negócios do Norte (Northern Business Group Manager), com responsabilidades sobre Colômbia, Equador e Venezuela.

 

“Durante sua gestão, Mario desenvolveu um grupo de trabalho dinâmico que foi capaz de dobrar a receita da Lexmark e sua participação de mercado nos territórios sob sua responsabilidade”, comenta Ronaldo Foresti, Vice-Presidente e Gerente Geral para América Latina da Lexmark International, Inc. “Graças a sua gestão impecável, hoje somos o fornecedore número 1 de impressoras jato de tinta no Equador e número 2 no mercado colombiano”.

 

Mario Pedreros é formado engenheiro industrial pela Universidade Javeriana, com mestrado em Administração de Empresas pela Universidade de Los Andes e possui um título no Programa de Presidentes de Empresa da mesma universidade. Antes de ingressar na Lexmark foi Country Manager para Colômbia, Equador e Peru da Novell, empresa onde trabalhou por sete anos em diferentes cargos de direção para a Região do Norte da América Latina.



Escrito por Diego Maia às 10h30
[] [envie esta mensagem]



INDIANA SEGUROS REGISTRA 15% DE CRESCIMENTO EM 2006

Seguradora alcançou R$ 370 milhões de faturamento, resultado da comercialização de 330 mil apólices

Em 2006, a Indiana Seguros obteve um crescimento de 15% no faturamento, em comparação ao ano anterior. O resultado é referente a R$ 370 milhões em prêmios, equivalentes à comercialização de 330 mil apólices. A carteira de automóveis foi a principal responsável pelo bom desempenho da companhia, com R$ 315 milhões, um acréscimo de 14% sobre 2005. O produto representa 85% do faturamento total da empresa, que ainda conta com os seguros de riscos patrimoniais, educação e de vida.

 

O diretor vice-presidente da Indiana, Claudio Afif Domingos, afirma que os resultados são frutos de uma estratégia operacional. A seguradora apostou na redução de custos reforçando investimentos em TI, adequou melhor a taxação por região e trocou o critério de análise de riscos. “Esses ajustes foram necessários ante a queda dos juros. Além disso, a redução de 4% no número de sinistros contribuiu para a boa performance no segmento de autos”, explica.  

 

O saldo positivo pode ser visualizado no resultado do lucro líquido, que ficou em R$ 15 milhões, equivalentes a um retorno de 21% sobre o patrimônio líquido. Para este ano, a companhia projeta um crescimento de 12% no faturamento, com lucro líquido de R$ 17 milhões. Para sustentar o aumento, a seguradora promoveu alterações na sua estrutura organizacional, que ganhou duas diretorias, uma operacional e outra comercial. “Com as mudanças, teremos suporte para ampliar nossas investidas em outras regiões do País”, completa o executivo.

 

A empresa vai dar continuidade aos planos de expansão dos seguros de riscos patrimoniais, que no ano passado obtiveram um aumento de 28% em relação a 2005. “O público ainda desconhece as vantagens desses produtos, o que faz com que a procura ainda seja pequena em vista do potencial que o mercado oferece”, diz Afif. 



Escrito por Diego Maia às 10h09
[] [envie esta mensagem]



FINANCIAMENTOS CONTRIBUEM PARA A BOA
PERFORMANCE DAS VENDAS NO SETOR AUTOMOTIVO

Foi registrado um crescimento de cerca de 23,7% na carteira de financiamentos de
veículos em novembro de 2006, em comparação ao acumulado de 2005

Consumidores brasileiros estão apostando nos financiamentos para aquisição de veículos, segundo levantamento da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras). O volume da carteira de financiamentos de automóveis atingiu a marca de R$ 62,7 bilhões em novembro de 2006 contra cerca de R$ 50,6 bilhões registrado no ano de 2005. O consumidor passou também a optar por planos mais longos, cuja média atualmente gira ao redor de 34 e 36 meses.

"A gradativa queda da taxa de juros - que fechou o mês de novembro com média de 22,4% ao ano - a relativa estabilidade econômica e a grande oferta de crédito para o setor impulsionaram uma liberação maior de recursos do Sistema Financeiro Nacional para financiamentos de automóveis, bem como uma maior segurança do consumidor em optar por prazos de financiamento mais longos e com taxas pré-fixadas. Identificamos também que o cliente está financiando uma parcela maior do bem", analisa Luiz Montenegro, presidente da ANEF.

Recursos liberados para financiamento

Até novembro de 2006, foram liberados pelo Sistema Financeiro Nacional mais de R$ 47 bilhões para financiamento de automóveis, valor 26% superior ao mesmo período do ano passado, que registrou R$ 37,3 bilhões. O ano de 2005 fechou com mais de R$ 41,9 bilhões de recursos liberados para financiamento.

O setor automobilístico acompanha este bom desempenho, com mais de 2,4 milhões de unidades produzidas no acumulado até novembro de 2006. Este volume de produção é 4,2% maior do que o registrado em 2005. O mesmo ocorre com os licenciamentos, que subiram de 1,44 milhões de unidades, para mais de 1,63 milhões, um acréscimo de 13,1%.

Motocicletas

A produção de motocicletas atingiu 1,34 milhão de unidades em novembro de 2006, crescendo 19,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já os licenciamentos apresentaram melhor desempenho no acumulado dos onze meses do ano passado. Foram 1,56 milhão de unidades licenciadas contra 915 mil motocicletas de 2005, sendo que os financiamentos representam cerca de 55% do total.



Escrito por Diego Maia às 09h58
[] [envie esta mensagem]



Inovações que farão parte da sua vida – em cinco anos.



Imagine existir uma molécula que purifique a água impedindo que os mosquitos transmissores da dengue se reproduzam. Com a nanotecnologia, essa seria uma possível solução para o problema, segundo as previsões do centro de pesquisas da IBM, na Califórnia. Na última semana, a companhia divulgou o estudo “IBM Five in Five”, que prevê uma série de inovações tecnológicas que
poderão alterar a rotina das pessoas nos próximos cinco anos, com ênfase em cinco delas – daí o nome da lista: monitorar nossa saúde remotamente; telefones celulares que lêem mentes; desenvolvimento de tecnologias usadas para melhorar as condições do meio ambiente; tradução em tempo real e a internet 3D.

Essa última, destacada pelo levantamento da IBM, remete ao Second Life – mundo virtual em terceira dimensão no qual as pessoas podem levar uma vida paralela. Os alunos de Jornalismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) viverão também nesse mundo a partir de março, quando o Second Life começar a ser usado na disciplina de Jornalismo Online II.
Eduardo Pellanda, responsável pela disciplina, explica que com o acesso ao mundo virtual os alunos poderão simular coberturas de eventos jornalísticos, aprender a se posicionar e agir nas diversas situações e o que perguntar às fontes. “O espaço virtual é perfeito para simulações que na vida real a gente não consegue. O virtual é sempre um potencial da vida real”, afirma. O
pesquisador emérito do centro da IBM em Almaden, na Califórnia, Jean Paul Jacob, ressalta que “o ambiente de simulação tridimensional fará parte da primeira vida”.

Além destas tendências, a companhia prevê uma demanda por
programas capazes de decifrar os gostos e as intenções de compra dos consumidores. Conhecer os clientes a esse ponto, segundo Jacob, pode parecer uma idéia assustadora. “Todos querem que suas preferências sejam conhecidas e atendidas”, salienta o pesquisador. E de que forma esse monitoramento poderá ser feito? Segundo Jacob, câmeras que rastreiam o movimento da pupila das pessoas são um exemplo de mecanismo com essa funcionalidade. Esses equipamentos fariam parte dos monitores de computador e registrariam em qual parte da tela a pupila do usuário fixa a atenção enquanto navega pela internet. “Assim, na próxima vez que eu acessar o computador, ele poderá me direcionar para as páginas com os assuntos de meu interesse, sem que eu clique em nada”, explica Jacob.

  

Texto de Fernanda Arechavaleta, Revista Amanhã.



Escrito por Diego Maia às 12h18
[] [envie esta mensagem]



Programação de Verão do CDPV

 

Só para profissionais que buscam sucesso.

 

 

Dia 06/02 – Curso “Vendas de Alto Impacto”

 

Dia 10/02 – Imersão “Superando Expectativas dos Clientes” (sábado).

 

Informações detalhadas no www.cdpv.com.br

 

Para vender mais, você precisa investir no seu maior ativo:

sua equipe de vendas.

 

Desenvolva os talentos e as habilidades de seus vendedores

e comece a traçar metas ambiciosas...



Escrito por Diego Maia às 19h13
[] [envie esta mensagem]



HONDA APRESENTA CRESCIMENTO NO BRASIL

 

Empresa registra em 2006 marcas históricas de vendas e de produção nos setores de motocicletas, automóveis e produtos de força

 

A participação da Honda no Brasil em 2006 manteve a tendência registrada em anos anteriores e alcançou resultados expressivos nos três segmentos de atuação. A Moto Honda da Amazônia obteve marca histórica de 9 milhões de unidades produzidas e sustentou a liderança do setor. A Honda Automóveis do Brasil conquistou recorde de vendas, enquanto a área de Produtos de Força ampliou sua participação no mercado.

As várias metas superadas refletem o foco da empresa em investir constantemente em produtos da mais alta qualidade, além do comprometimento com os serviços de pós-venda, tendo como objetivo atingir a satisfação plena de um público cada vez mais exigente.

O ano passado registrou duas conquistas históricas para a divisão de motos.
Uma foi o recorde de 9 milhões de motocicletas produzidas desde o início das atividades em Manaus (AM), em 1976, e a outra foi a marca de mais de 1 milhão de unidades fabricadas durante o ano. Em 2006, foram produzidos 1.132.500, ou seja, 15,3% a mais do que em 2005.

Recordes em quatro rodas

A implantação de novos processos produtivos, o alto padrão de qualidade dos produtos e o sucesso dos modelos junto ao consumidor foram alguns dos fatores que contribuíram para a conquista de um novo recorde de vendas da Honda Automóveis do Brasil.

Foram 67.329 unidades comercializadas no acumulado de janeiro a dezembro, registrando um aumento de 18% em relação a 2005, crescimento acima da média nacional, por dois anos consecutivos.

Um dos modelos de maior sucesso no mercado, o New Civic foi o grande destaque de 2006. No total foram comercializadas, incluindo a sétima geração (produzida na fábrica de Sumaré até abril de 2006), 29.275 unidades ante as 20.675 emplacadas em 2005. Isso corresponde a um crescimento de 42%.

A Honda Automóveis também obteve incremento de 92% no segmento de importados. Foram vendidos 2.905 veículos, sendo 2.282 unidades do Honda Accord e 623 do Honda CR-V. Somente o Honda Accord registrou um incremento de 132% em relação ao mesmo período de 2005.



Escrito por Diego Maia às 17h54
[] [envie esta mensagem]



HONDA APRESENTA CRESCIMENTO NO BRASIL

 

Empresa registra em 2006 marcas históricas de vendas e de produção nos setores de motocicletas, automóveis e produtos de força

 

A participação da Honda no Brasil em 2006 manteve a tendência registrada em anos anteriores e alcançou resultados expressivos nos três segmentos de atuação. A Moto Honda da Amazônia obteve marca histórica de 9 milhões de unidades produzidas e sustentou a liderança do setor. A Honda Automóveis do Brasil conquistou recorde de vendas, enquanto a área de Produtos de Força ampliou sua participação no mercado.

As várias metas superadas refletem o foco da empresa em investir constantemente em produtos da mais alta qualidade, além do comprometimento com os serviços de pós-venda, tendo como objetivo atingir a satisfação plena de um público cada vez mais exigente.

O ano passado registrou duas conquistas históricas para a divisão de motos.
Uma foi o recorde de 9 milhões de motocicletas produzidas desde o início das atividades em Manaus (AM), em 1976, e a outra foi a marca de mais de 1 milhão de unidades fabricadas durante o ano. Em 2006, foram produzidos 1.132.500, ou seja, 15,3% a mais do que em 2005.

Recordes em quatro rodas

A implantação de novos processos produtivos, o alto padrão de qualidade dos produtos e o sucesso dos modelos junto ao consumidor foram alguns dos fatores que contribuíram para a conquista de um novo recorde de vendas da Honda Automóveis do Brasil.

Foram 67.329 unidades comercializadas no acumulado de janeiro a dezembro, registrando um aumento de 18% em relação a 2005, crescimento acima da média nacional, por dois anos consecutivos.

Um dos modelos de maior sucesso no mercado, o New Civic foi o grande destaque de 2006. No total foram comercializadas, incluindo a sétima geração (produzida na fábrica de Sumaré até abril de 2006), 29.275 unidades ante as 20.675 emplacadas em 2005. Isso corresponde a um crescimento de 42%.

A Honda Automóveis também obteve incremento de 92% no segmento de importados. Foram vendidos 2.905 veículos, sendo 2.282 unidades do Honda Accord e 623 do Honda CR-V. Somente o Honda Accord registrou um incremento de 132% em relação ao mesmo período de 2005.



Escrito por Diego Maia às 17h45
[] [envie esta mensagem]



PERNOD RICARD BRASIL SUPERA METAS DE VENDAS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE SEU ANO FISCAL

 

 

A Pernod Ricard - multinacional francesa, líder de mercado mundial de vinhos e destilados, com exceção dos EUA - comemora o bom desempenho nas vendas no Brasil, contabilizadas no fechamento do primeiro semestre do ano fiscal da empresa (julho a dezembro de 2006). Dentre os destaques estão o whisky escocês Ballantine´s Finest e sua versão premium Ballantine´s 12 anos, que cresceram 185% e 163%, respectivamente, comparado ao mesmo período do ano anterior -representando um volume cerca de 15% superior à meta estabelecida.

A champagne Mumm Cordon Rouge (champagne oficial da Fórmula 1) também obteve desempenho excepcional, triplicando suas vendas em relação ao mesmo período do ano passado, superando em 25% a meta do semestre.

No portfólio de bebidas nacionais, o destaque foi para o conhaque Domecq, que ultrapassou as metas e cresceu 80% em relação ao ano anterior. Outras marcas já consagradas na empresa que também obtiveram excelente crescimento foram Chivas, Passport e Montilla.

Para Ricardo Souza, diretor de marketing da Pernod Ricard no Brasil, a boa performance das vendas de Ballantines deve-se a uma estratégia de varejo agressiva, dirigida às regiões-foco, e à associação da qualidade a um preço competitivo. Segundo ele, outros fatores que também contribuíram para o crescimento das vendas de Ballantine´s foram a criação de embalagens especiais para toda a linha da marca, a conquista de mais de 100 espaços extras nas lojas de varejo de todo o país, no período natalino, e a instalação de quiosques interativos nas principais redes varejistas.

O sucesso de Ballantines, Mumm Cordon Rouge e Domecq comprova a total sinergia das marcas advindas da compra da Allied Domecq com o portfólio e a estratégia de crescimento da Pernod Ricard.



Escrito por Diego Maia às 17h09
[] [envie esta mensagem]



Red Bull na cratera do Metrô


 

Boa intenção ou oportunismo?

 

Enquanto bombeiros, policiais militares e funcionários trabalham para encontrar vítimas na cratera do Metrô de São Paulo, promotoras da Red Bull distribuem latas do energético no local do acidente.

 

Utilizando mochila com formato da lata da bebida, as promotoras conseguiram inclusive ultrapassar o isolamento de segurança.

 

"Não é promocional, é só para dar uma energia para o pessoal daqui", disse a promotora Fernanda Souza, 22. Maitê Camargo, 20, disse que a intenção era "dar um gás para a galera que está trabalhando".

 

Questionada se era uma ocasião adequada, ela afirmou que "é o momento certo porque eles estão exaustos". A promotora Fernanda Bruno, 23, disse que "é uma situação delicada, mas a gente quer ajudar".

 

O setor de comunicação da Red Bull disse que não fez "divulgação nem promoção do produto" no local do desastre. Segundo a empresa, as funcionárias são orientadas a abordar pessoas "em situação de cansaço físico e mental, como médico em plantão, caminhoneiro e bombeiro".

 

Como já dizia um amigo meu: não há limites para o pior.

 

Republicado. Fonte Original: Folha de São Paulo.



Escrito por Diego Maia às 15h23
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem


Histórico
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
15/04/2007 a 21/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
31/12/2006 a 06/01/2007
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
19/11/2006 a 25/11/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
CDPV - Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas
RH VENDAS