Rede Assai Atacadista chega a Santo André

 

15ª unidade do grupo será inaugurada no próximo sábado, dia 17

 

O Assai Atacadista, um dos maiores distribuidores de gêneros alimentícios do país, inaugurará no próximo dia 17 nova loja em Santo André, ampliando a atuação da rede no ABCD paulista.

De acordo com o Presidente do Conselho Administrativo da rede Assai, Rodolfo Nagai, a cidade foi escolhida devido à sua localização estratégica. “Já possuímos na região a loja de São Bernardo do Campo e a partir dessa nova loja poderemos atender a população da cidade de Santo André e também o público de Mauá, São Caetano, parte do Ipiranga, São Judas e arredores”, explica.

A nova filial será a primeira criada por meio da associação entre o Assai e o Grupo Pão de Açúcar. Localizada na Avenida Visconde de Taunay, 216 (Estação), a loja possui área total de 5.000 m², e 300 vagas no estacionamento.

O empreendimento gerou mais de 500 novos postos de trabalho na cidade e região, entre empregos diretos e indiretos. “Os funcionários passaram por treinamento para assimilarem a filosofia e cultura do grupo. No Assai não fazemos distinção entre empresas ou consumidores finais, nem exigimos filiação ou cobrança de inscrição e anuidade. Todos podem comprar em nossa loja, independentemente do volume de compras. Os consumidores de Santo André e região que nos visitarem serão muito bem-vindos e recebidos com atenção e cordialidade”, diz o Presidente.

O Assai Santo André irá comercializar cerca de 11.000 itens do gênero alimentício de várias marcas, sendo mais de 500 deles da marca própria Assai. Em seu interior a loja dispõe de padaria, açougue, setor de fatiados e mercearia, e nas dependências dispõe ainda de cafeteria, casa lotérica e pastelaria. A filial abrirá diariamente das 7h30 às 22 horas, e aos domingos até às 20 horas.

A loja de Santo André será a 15ª do grupo, que já possui unidades em São Paulo (seis), Guarulhos (duas), Santos, Osasco, São Bernardo do Campo, Jundiaí, Sorocaba e Ribeirão Preto. Todas operam com um sistema de auto-serviço. A empresa ainda conta com uma equipe de venda externa que presta atendimento direto aos clientes que optam por esta modalidade de compra.

            O Assai Atacadista foi fundado em 1974, em São Paulo, e atende restaurantes, pizzarias, pastelarias, padarias, cantinas escolares, buffets, lanchonetes, bares, hotéis, supermercados, lojas de conveniência e outros tipos de negócios.

A expressiva participação do Assai Atacadista no mercado pode ser medida pelos mais de 40 mil m2 de área de vendas, 270 check-outs, 11.500 itens comercializados em cada uma das lojas, média mensal de 1,2 milhão de transações realizadas nos caixas e mais de 3 mil empregos diretos gerados em toda a rede. 



Escrito por Diego Maia às 12h40
[] [envie esta mensagem]



Casas Bahia estréia no Espírito Santo

Rede bate recorde histórico ao inaugurar nove filiais
em um mesmo dia em sete cidades


A estréia da Casas Bahia - líder nacional no setor varejista de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e móveis – no estado do Espírito Santo, no próximo dia 10 de dezembro, será histórica para a rede: no mesmo dia e ao mesmo tempo serão inauguradas nove filiais em sete cidades, no único estado do Sudeste onde a rede ainda não possuía  lojas.


As  lojas capixabas ficarão instaladas nas cidades de Linhares, Serra, Colatina, Guarapari, Cachoeiro do Itapemirim , Vila Velha e Cariacica (estas duas últimas com duas filiais cada uma). O quadro de colaboradores nas lojas e no Depósito da rede, localizado na cidade de Serra, pronto para se dedicar totalmente ao freguês capixaba, totaliza mais de mil profissionais.


Estarão presentes ao evento de abertura das filiais o Diretor Executivo da rede, Michael Klein, o Diretor de Lojas, Marcelo Igreja, lideranças políticas locais, demais executivos da empresa, parceiros comerciais além de cantores nacionalmente conhecidos, como as duplas sertanejas Gian & Giovani; Hugo & Tiago, Cesar & Paulinho;  o grupo Terra Samba, a BandaMel, além de artistas regionais.


“Em 55 anos de história é a primeira vez que a Casas Bahia entra em um novo mercado inaugurando nove lojas ao mesmo tempo e no mesmo dia. Isso prova que acreditamos no mercado capixaba e estamos dispostos a oferecer os melhores preços e condições de pagamento, a exemplo do que já fazemos nas demais lojas da rede”, comentou Michael Klein, Diretor Executivo da Casas Bahia.



O dia de inauguração das filiais no Espírito Santo contará com uma logística toda especial: as lojas abrem, todas, às 8h. A primeira a ser visitada pela diretoria da empresa será a de Cariacica, na av. Expedito Garcia, 147, no bairro de Campo Grande. A partir desta, a comitiva se deslocará para as demais cidades e visitará todas as lojas (vide abaixo), encerrando o roteiro em Colatina. “É importante prestigiarmos cada um dos novos colaboradores em todas as cidades, além de receber os novos fregueses  e de estarmos próximos da população local”, ressaltou Klein.


Fundada há 55 anos, a Casas Bahia tem um quadro de 55 mil colaboradores, e conta com 564 lojas distribuídas por 10 estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Espírito Santo, além do Distrito Federal. A rede projeta faturamento para 2007 da ordem de R$ 12,5 bilhões.



Escrito por Diego Maia às 17h45
[] [envie esta mensagem]



FALTA DE DIÁLOGO ENTRE INDÚSTRIA E VAREJO AINDA PREJUDICA O CONSUMIDOR

 

Maior integração entre representantes dos dois setores ajudaria a reduzir a falta de produtos nas gôndolas e aumentar competitividade das lojas

 

O consumidor vê uma campanha de um produto na TV feita pelo fabricante, mas quando vai à loja não o encontra na prateleira. Ou, seduzido pelo folheto de propaganda com ofertas mais que atraentes, chega ao estabelecimento e tem uma grande decepção, pois o item já está esgotado mesmo antes do final do período promocional. Essas e outras situações são mais corriqueiras do que se imagina e diminuem a lucratividade tanto da indústria quanto do varejo, porque do outro lado do balcão o consumidor não é ingênuo e, com algumas exceções, não faz cerimônia em “trair” a fidelidade que tem ao produto, à marca e principalmente à loja onde não encontrou o item  desejado. 

 

Para o superintendente da ECR Brasil, Cláudio Czapski,  essas situações ocorrem por causa da falta de alinhamento de estratégias e táticas conjuntas entre varejo e fabricantes. Segundo ele, os grandes riscos quando cada um faz suas previsões e planos, sem compartilhá-las com seus parceiros de negócios, são as faltas ou excessos de produtos, especialmente quando se trata de ocasiões especiais que fogem à rotina das lojas, como nos lançamentos de novos produtos, promoções etc. Esse, inclusive, é um dos temas de um conjunto de estudos promovidos pela entidade com vistas a diminuir as rupturas no varejo.

 

“Muitas vezes ações do ponto-de-venda não são comunicadas com antecedência para que a indústria possa ajustar a sua produção e logística. Em outras, existe uma incompatibilidade entre as previsões de entrega da indústria para os centros de distribuição e destes para as lojas. Mas o problema gerado pela falta de sinergia não se limita apenas à produção e entrega dos produtos. A inexistência de planejamento e a não execução de estratégias comuns entre ambos os setores afeta todo um conjunto de ações, pois o varejista terá uma grande dificuldade para preparar a loja de forma adequada em termos de displays a serem utilizados, o número de promotores necessários etc. Essas deficiências certamente refletirão nas vendas”, analisa Czapski.

 

A fim de evitar esses tipos de problemas, de acordo com Czapski, a indústria e varejo precisam se empenhar e montar uma base comum de informações, discutir as expectativas de venda, combinar as ações comerciais e planejar a logística para evitar a falta de produtos nas prateleiras. “O  resultado final é o aumento da lucratividade e a satisfação do consumidor”, ressalta o superintendente da ECR Brasil.



Escrito por Diego Maia às 17h16
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem


Histórico
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
15/04/2007 a 21/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
31/12/2006 a 06/01/2007
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
19/11/2006 a 25/11/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
CDPV - Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas
RH VENDAS